Seleção masculina encerra fase classificatória da Liga das Nações com vitória sobre o Japão

Casa cheia e muito equilíbrio, assim foi o cenário da última partida da seleção brasileira masculina de voleibol na fase classificatória da Liga das Nações. Na manhã deste domingo (10), o time comandado por Renan Dal Zotto encerrou a terceira etapa da competição com vitória sobre o Japão, anfitrião do duelo, por 3 sets a 0 (25/23, 25/23 e 25/22), na Maruzen Intec Arena, em Osaka (JAP).

Com o resultado, o Brasil, que já estava classificado às finais, chega à oitava vitória em 12 jogos, e fica com a sexta posição. Na partida contra os japoneses o destaque individual ficou por conta do jovem oposto Darlan, de 20 anos, que foi o maior pontuador em quadra, com 19 pontos (17 de ataque e dois de bloqueio). Agora a seleção masculina aguarda o término da rodada para conhecer o adversário nas quartas de final.

Após encerrar a etapa em Osaka, o Brasil viaja na manhã desta segunda-feira (11.07) para Portugal, onde fará um período de adaptação e treinamentos, antes de seguir para Bolonha, na Itália, sede fa fase final da Liga das Nações, entre os dias 20 e 24 deste mês.

Darlan, oposto, maior pontuador da partida com 19 pontos (17 de ataque e dois de bloqueio): “Eu sinto que venho em uma crescente ao longo da semana. Estava mais nervoso no primeiro jogo, nos seguintes fui me soltando, até que hoje estava bem mais à vontade”.

Thales, líbero: “Essa vitória é um trabalho da equipe. O Japão tem um saque muito potente e eficiente, tanto que os dois melhores sacadores da competição estão no time deles. Então fizemos um trabalho de estudo das incidências dos serviços deles. Conversamos bastante dentro de quadra e conseguimos superar as adversidade. Esta vitória é muito importante para dar motivação para a continuidade na competição, ainda mais jogando bem”.

Adriano, ponteiro de 20 anos que entrou ao longo da partida: “Eu estou aqui para aproveitar todas as oportunidades que eu tiver, dar o meu melhor sempre. Hoje pude contribuir com a equipe dentro de quadra, fico feliz de ter correspondido. Mesmo os dois times já classificados, entraram com força máxima, e sair com uma vitória é sempre importante. Agora vamos para uma semana de descanso e treino, ajustar o que precisa ser ajustado para chegarmos na Itália com foco total”.

Renan Dal Zotto, técnico da seleção brasileira masculina: “O espírito do time em quadra hoje foi muito bom. Fizemos uma sequência boa de treinos ontem e hoje, e entramos em quadra com essa energia. Todos conscientes de que este era um jogo importante para adquirimos mais ritmo antes de chegarmos para a fase decisiva. O time suportou os momentos de dificuldade, com todos jogando junto. O Adriano entrou bem, tranquilo, segurou no passe, é um garoto com potencial tremendo. O Darlan também fez muito bem a função de oposto. Agora teremos uma semana importante de treinos, uma oportunidade boa para seguir este processo de evolução”.

Para a etapa em Osaka, a seleção masculina conta com os levantadores Bruninho e Cachopa; os centrais Isac, Flávio, Aracaju e Léo Andrade; os líberos Thales e Maique; os ponteiros Lucarelli, Adriano, Rodriguinho e Honorato; o ponteiro/oposto Leal; e o oposto Darlan.

A Liga das Nações reúne as 16 melhores seleções de voleibol do planeta. Em 2022, a competição será realizada em duas fases. A primeira tem três etapas. Em cada uma, os times são divididos em dois grupos e cada um joga quatro vezes. Os grupos e os confrontos de cada semana são definidos por sorteio. Os oito melhores desta fase avançam para a fase final, que acontece de 20 a 24 de julho, em Bolonha (Itália). O Brasil é o atual campeão e busca o bicampeonato.

Veja também