Operação na fronteira mira lavagem de dinheiro do narcotráfico

Agentes da SENAD cumpre mandados em Ciudad del Este contra organização liderada Reinaldo Javier Cabañas, vulgo ‘Cucho’

A polícia paraguaia desencadeou nesta sexta-feira (10) a operação Berilo 2.0 – Desmembrar, que tem o objetivo de dar continuidade à desarticulação de uma organização criminosa que atua no tráfico de droga na região de fronteira com o Brasil. O grupo é liderado por Reinaldo Javier Cabañas, vulgo ‘Cucho’.


De acordo com informações dos agentes da Senad (Secretaria Nacional Antidrogas), já foram feitas sete diligências às empresas que tem vínculo com a organização e que estão sendo investigadas desde 2018, quando foram realizadas as primeiras ações contra o grupo.


Sob a coordenação de ‘Cucho’, a organização ainda mantém negócio de fachadas que envolvem empresas montadas para lavar dinheiro do narcotráfico no Paraguai, Argentina e também no Brasil.


Ainda de acordo com informações repassadas pela SENAD, com o Ministério Público do Paraguai, a Berilo 2.0 é acompanhada pela promotora Lorena Ledesma e conta com o apoio de peritos ligados ao setor tributário do Governo Federal do Paraguai.

Agentes da SENAD prosseguem com a operação contra a lavagem de dinheiro.(Foto: SENAD)
Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais