Caçadores são flagrados sem licença e multados em R$ 1,5 mil

Policiais militares ambientais de Bela Vista realizavam fiscalização ambiental na área rural do município e abordaram no domingo (24) à tarde, um VW gol com três pessoas, em uma estrada vicinal a 30 km da cidade. No veículo foi encontrada carne de anta, pesando cerca de 30 kg.

Os caçadores alegaram ser carne de javali e que teriam abatido o animal em uma fazenda e não informaram a forma do abate, porém, nenhum deles possuía a licença ambiental válida para o abate da espécie invasora.

A carne foi apreendida. Os três caçadores, de 35, 49 e 79 anos, residentes em Bela Vista, foram encaminhados, juntamente com o material apreendido, à delegacia de Polícia Civil da cidade, onde foram autuados por crime ambiental, incialmente de abate da espécie invasora sem a licença, cuja pena é de um a seis meses de detenção.

Se constatada ser carne de animal silvestre responderão pelo crime de caça, com pena prevista de seis meses a um ano de detenção. Eles foram autuados administrativamente e multados em R$ 500,00 cada um pela infração.

A caça do javali está permitida, pois ele foi declarado nocivo pelo órgão ambiental, por ser uma espécie exótica invasora que está causando grandes prejuízos no Estado e no país.

Entretanto, são necessários alguns procedimentos administrativos, como por exemplo, ter autorização do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis). No portal do órgão há todas as informações para que a pessoa possa fazer o controle (caça) do animal nocivo legalmente.

Veja também