Notícias de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero

Comandante do 4º BPM se reúne com autoridades das esferas Federal, Estadual e Municipal

Na manhã de ontem (2), o comandante do 4º Batalhão de Polícia Militar, Tenente-Coronel Santos Melo, se reuniu com autoridades ligadas à Segurança Pública do município pertencentes às esferas Federal, Estadual e Municipal.

A reunião aconteceu a portas fechadas e o tema precípuo do encontro girou em torno da Segurança Pública de nossa fronteira a qual possui uma população superior a 92 mil habitantes somente no município de Ponta Porã e conta, ainda, com a cidade-irmã, que é Pedro Juan Caballero – PY, a qual possui um número superior a 114 mil habitantes, totalizando um número aproximado de 200 mil habitantes nas duas cidades que se circunvizinham e se dividem por uma fronteira seca.

O tema principal da reunião foi a respeito das escoltas e custódias de presos às quais hoje são realizadas por Policiais Militares do 4º Batalhão. Essas escoltas se dão quando internos dos presídios são requisitados pela justiça a comparecerem ao fórum e, também, quando surgem escoltas de urgência e emergência para atendimento médico/hospitalar.

Recentemente ocorreram alterações na Constituição Federal, através da Emenda Constitucional nº 104, de 04 de Dezembro de 2019, criando as Polícias Penais nas esferas Federal, Estadual e Distrital. Portanto, a AGEPEN (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) passou a ser denominada Polícia Penal tendo como papel a responsabilidade pelas escoltas e custódias de presos.

De acordo com o Tenente Coronel Santos Melo: “Em outros municípios do nosso Estado e, na grande maioria das cidades de outros Estados, a Polícia Militar já não faz mais o trabalho de escolta e custódia de presos. Isso se deve a essa alteração na Constituição Federal e, através disso, acaba aumentando o número de policiais nas ruas e, consequentemente, a diminuição de crimes contra o patrimônio e contra a vida”.

O debate durou cerca de duas horas e contou com a presença de autoridades representantes do: Ministério Público Federal, 1ª e 2ª Vara do Juizado Criminal (Fórum Estadual), Defensoria Pública Estadual, Direção do presídio masculino e do presídio feminino, Secretaria de Segurança Pública Municipal e, também, das autoridades Militares que pertencem ao quadro de Oficiais do 4º Batalhão.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou cienteSaiba mais