A Operação “Divisas Integradas III”, deflagrada desde o dia 24 de outubro até a última segunda-feira (2), resultou na detenção de mais de 1,4 mil pessoas. Os trabalhos foram realizados simultaneamente em São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul e Paraná, estabelecendo um marco de integração e parceria entre as polícias dos quatro Estados. As atividades têm como objetivo reforçar o combate ao crime organizado e ao narcotráfico.

Cerca de 20 mil policiais dos quatro territórios, agentes do Exército Brasileiro, da Marinha, da Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal e Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) participaram das ações, além de integrantes do Corpo de Bombeiros, perícia e Departamento de Inteligência.

Além das 1.427 detenções, as diligências possibilitaram a apreensão de 357.460 maços de cigarros introduzidos ilegalmente no País. Também foram recolhidas aproximadamente 7,4 toneladas de drogas e 114 armas de fogo ilegais foram retiradas de circulação. Foram recuperados 54 veículos produtos de roubo ou furto.

Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, as forças de segurança vistoriaram mais de 8 mil veículos

Conforme balanço divulgado nesta terça-feira (3) pelo Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras e Divisas (GGI-F-DIV), em Mato Grosso do Sul foram abordadas 9.891 pessoas, 8.262 veículos e vistoriadas 326 embarcações.

Durante a Operação Divisas Integradas III, também foram cumpridos no MS 39 mandados de prisão, 42 mandados de busca e apreensão e realizadas 107 prisões em flagrante e, ainda, registradas 46 ocorrências de tráfico de drogas, 9 de porte ilegal de arma de fogo que resultaram nas apreensões de 14 armas, e 8 ocorrências envolvendo contrabando e descaminho.

Durante a ação foram apreendidos em Mato Grosso do Sul mais de 4,5 toneladas de drogas, cerca de 15 mil pacotes de cigarros e R$ 6,3 mil em dinheiro, além de celulares, pneus e eletroeletrônicos contrabandeados do Paraguai, que ultrapassam R$ 1,1 milhão em mercadorias.

Ao todo foram vistoriados 117 estabelecimentos comerciais nos municípios localizados nas divisas com Paraná, São Paulo e Minas Gerais, sendo que 10 deles foram notificados.

Foram empregados nas ações da Operação Divisas Integradas III em Mato Grosso do Sul, 837 policiais e servidores, 221 viaturas, 2 aeronaves – sendo 1 da Sejusp/MS e outra da Receita Federal, 3 drones, 6 cães farejadores e 6 embarcações.

Integração

Em Mato Grosso do Sul participaram da Operação Divisas Integradas III servidores e policiais das instituições que compõem a estrutura da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp/MS), que atuam no Gabinete de Gestão Integrada de Fronteiras e Divisas (GGI-FRON-DIV), no Departamento de Operações de Fronteira (DOF), Coordenadoria Geral de Perícias (CGP), Coordenadoria Geral de Policiamento Aéreo (CGPA), nas unidades da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Civil – entre elas a Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira (Defron).

Também auxiliaram na Operação a Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz/MS), a Polícia Militar Rodoviária Federal e a Receita Federal do Brasil.