Abv 970

Em Amambai, quadrilha especializada em roubo de carretas é descoberta pela polícia

Vilson Nascimento


Uma operação conjunta envolvendo as polícias, Civil e Militar desarticulou um esquema de roubo de carretas e prendeu parte dos envolvidos nesta segunda-feira, 3 de dezembro, em Amambai.
De acordo com a polícia os criminosos, pelo menos boa parte moradores em Amambai, usavam um aplicativo de fretes com mensagens falsas para simular a disponibilização de um frete, já com o objetivo de atrair as vítimas para a região conhecida como “Buracão”, nas proximidades da pista de Velocross do Motoclube em Amambai, na saída para Aral Moreira.


Quando chegavam no local os caminhoneiros, todos de fora do Estado, eram rendidos, mantidos como refém no mato por parte do bando até que a carreta fosse levada, possivelmente para o Paraguai.
De acordo com a Polícia Civil só no decorrer do mês de dezembro de 2021 foram pelo menos dois roubos bem sucedidos utilizando os mesmos modus operandi, sendo que em um deles os marginais conseguiram levar duas carretas de uma só vez.


As investigações e prisão de suspeito
Desde as primeiras ações da quadrilha a Polícia Civil passou a investigar o caso, mas ainda não havia chegado aos integrantes do bando.
Neste domingo (2), após receberem informações que a quadrilha poderia voltar a agir, policiais civis e militares passaram a intensificar a fiscalização e inclusive chegaram a alertar um carreteiro que tinha um chamado de frete suspeito na região e impedir um possível roubo.


Caminhoneiro de Tacuru acabou sendo vítima
Já na manhã desta segunda-feira (3), um caminhoneiro acabou sendo vítima da quadrilha, mas a carreta roubada foi recuperada logo em seguida pela Polícia Militar.
Segundo a polícia a vítima, que atualmente reside em Cuiabá, mas têm familiares em Tacuru, teria vindo passar as festividades de final de ano em um sítio pertencente a familiares de sua esposa em Tacuru, quando verificou no aplicativo que tinha um pedido de frete para levar uma mudança de Amambai para Cuiabá.


A vítima, que tem uma carreta bitrem, veículo não adequado para esse tipo de transporte, mas como estaria retornando vazio para Cuiabá, resolveu responder ao chamado e se propor para a realização do frete.
De acordo com a polícia, o suposto contratante, posteriormente constatado ser membro da quadrilha, queria que a suposta mudança, que estaria na mesma região onde ocorreram as emboscadas dos assaltos anteriores, fosse carregada ainda na noite deste domingo (2), mas o carreteiro se recusou, dizendo que poderia carregar somente nesta segunda (3) pela manhã.


Quando a vítima, que estava acompanhada pela esposa e seu filho de 12 anos, já que carregaria a mudança em Amambai e seguiriam para Cuiabá, onde residem, chegou ao local onde seria realizado o carregamento da mudança, foi rendido pelos assaltantes.


Sob ameaças as vítimas foram levadas para um matagal, amarradas próximas a uma árvore e de posse do cartão do motorista, os marginais teriam chegado inclusive a realizar uma transferência bancária, enquanto outro membro da quadrilha teria assumido a direção da carreta e seguido em direção ao Paraguai.


Já em alerta em relação ao possível roubo de carreta que poderia ocorrer na região entre este domingo e esta segunda-feira, uma equipe da Polícia Militar de Coronel Sapucaia, cujo Pelotão pertence a 3ª CIPM (3ª Companhia Independente de Polícia Militar) com sede em Amambai, acabou interceptando a carreta roubada, recuperando o veículo de carga e prendendo o indivíduo que estava na direção, um homem de 34 anos, morador em Amambai e já com quatro passagens pela polícia. Três por assalto a mão armada e uma por tráfico de drogas.


Com a prisão do integrante do bando que conduzia a carreta roubada os policiais militares descobriram também onde outros integrantes da quadrilha estavam mantendo a família refém, porém ao notar a aproximação da polícia os marginais acabaram fugindo em meio à mata, deixando as vítimas.


Prisão de envolvido
Com a carreta recuperada e as vítimas resgatadas, a Polícia Civil permaneceu atuando nas investigações e chegou a um homem de 43 anos, acusado de contribuir com a quadrilha realizando o transporte dos assaltantes da cidade, em Amambai até o local do roubo.


De acordo com o delegado que coordenou toda a ação policial nesta segunda-feira, Edgard Punsky, que é titular na Delegacia de Paranhos, mas está respondendo pela Delegacia de Amambai, após ter seu veículo, uma Parati, reconhecida por testemunhas, o indivíduo teria assumido que havia levado os indivíduos na região do Buracão, local das emboscadas a caminhoneiros, mas não sabia que o objetivo do bando era assaltar, pois haviam dito a ele que iam praticar um golpe a seguro.


O indivíduo de 34 anos preso pela Polícia Militar conduzindo a carreta roubada e o homem de 43 anos, que teria confessado ter levado os assaltantes ao local onde ocorreu o roubo, foram autuados em flagrante e permanecem presos.


O Poder Judiciário deverá decidir, em audiência de custódia ao longo do dia desta terça-feira, 4 de janeiro, se converte o flagrante em prisão preventiva ou libera a dupla para responder em liberdade.
Outro indivíduo de aproximadamente 20 anos, suspeito de pertencer à quadrinha chegou a ser detido nesta segunda-feira, mas acabou liberado por não haver provas concretas do envolvimento na ação criminosa desta segunda, mas ele deverá ser indiciado e ter o pedido de prisão representado junto ao Poder Judiciário pela autoridade policial por supostamente ter confirmado participação em ação criminosa anterior. A Polícia Civil já tem outros nomes de possíveis integrantes da quadrilha e continua trabalhando no caso.

Esta Parati foi usada para levar os assaltantes até o local onde ocorreu a emboscada ao caminhoneiro e sua família, segundo a Polícia Civil. O veículo foi apreendido e seu proprietário autuado em flagrante. (Fotos: Vilson Nascimento)


Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais