Filha de pecuarista da fronteira é morta em casa após sequestro

Após ser sequestrada de um atacadista em Campo Grande, Andréia Aquino Flores, de 38 anos, foi assassinada nesta quinta-feira (28), em sua casa que fica em um condomínio no bairro Chácara Cachoeira.

Ela era filha do pecuarista Ocídio Pavão Flores (in memoriam), que dirigiu o Sindicato Rural de Ponta Porã. A família também residiu nesta cidade e em Amambai.

As circunstâncias do crime ainda não são claras e a polícia informou que ela foi asfixiada.

A informação da polícia é que dois homens armados com uma faca e arma de fogo deixaram o imóvel da vítima com alguns pertences e depois obrigaram outro refém levá-los até uma região do bairro Tiradentes.

Vizinhos da residência onde aconteceu a tragédia foram avisados para ficar em casa e trancar as portas.

“Você está em casa? Tranca a porta porque mataram uma mulher aqui no condomínio”, avisou um morador.

O Corpo de Bombeiros foi o primeiro a chegar no local, em seguida, policiais do Batalhão de Choque, GOI (Grupo de Operações e Investigações), DEH (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Homicídios).

Equipe da Derf (Delegacia Especializada em Roubos e Furtos) chegou por último, junto com carro de funerária.

Veja também