Gaeco deflagra operação Sintonia contra organização criminosa em MS

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado) deflagrou nesta segunda-feira (18), em nove cidades de Mato Grosso do Sul, a operação Sintonia contra organização criminosa que age fora e dentro de presídios.

A ação é um desdobramento da Courrier e cumpre 67 mandados de prisão e 35 de busca e apreensão também nas cidades de Campo Grande, Amambai, Bela Vista, Corguinho, Maracaju, Naviraí, Nova Andradina e Rochedo.

O Batalhão de Choque da Polícia Militar e o Bope (Batalhão de Operações Policiais Especial) também estão na missão.

Segundo as primeiras informações repassadas pelo Gaeco até o momento, as investigações preliminares indicam comunicações entre integrantes da facção mesmo do interior do sistema prisional.

O Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado também identificou a prática de diversos crimes relacionados à estrutura financeira da organização.

“Uma vez que as condutas investigadas diziam respeito à movimentação criminosa da facção para angariar capital ilícito”. Além disso, também foram interceptadas ordens para “punir e manter a disciplina de integrantes que não seguiam as diretrizes da organização criminosa como deixar de quitar débitos com a comercialização de drogas ou arrecadação das rifas”.

No dia 25 de março, a Courrier (primeira fase da operação) cumpriu 38 mandados judicias em Campo Grande, Dourados, Jardim e Jaraguari. O nome da operação fazia referência ao ‘leva e traz’ de informações de dentro para fora de penitenciárias e vice-versa. Os alvos já foram denunciados à Justiça.

Veja também