Foto: Ilustrativa

Uma mulher de 33 anos procurou a Primeira Delegacia de Polícia de Ponta Porã ontem (8), para registrar boletim de ocorrência contra o ex-marido. Segundo o relatado por ela, por volta das 18h, o homem enviou mensagem informando que o filho do casal, de dois anos, havia se machucado.

A vítima que estava no trabalho, seguiu para o local, e foi informada pelo ex-esposo que a criança estava na casa de uma vizinha. Ela contestou e o homem então rebateu, afirmando que recentemente o filho também foi para o mato, fazendo referência a uma ida ao Distrito de Itamarati, em Ponta Porã.

Foi neste momento, conforme consta na ocorrência, que o homem teria ameaçado a ex-mulher, dizendo que, “ainda vou sumir com você daqui de Ponta Porã”. A vítima relatou que não é a primeira vez que o suposto autor profere ameaças contra ela.

Além disso, ela também alega ter sido agredida várias vezes pelo indivíduo, quando ainda eram casados e que possui fotos das lesões. A mulher também contou que nunca fez boletim de ocorrência porque a família do, então esposo, interferia e havia a promessa de não acontecer mais as agressões.

Diante dos fatos, a comunicante representou contra o autor e solicitou medidas protetivas.