Homem que convidou Bebeto para festa onde foi assassinado é preso

Homens da Força Tarefa que investigam a chacina ocorrida na manhã do dia 9 em Pedro Juan Caballero onde quatro pessoas foram mortas, prenderam nesta sexta-feira (15) um homem que está sendo acusado de convencer Osmar Vicente Álvarez Grance, de 30 anos, o Bebeto a comparecer na festa onde foi assassinado quando deixa o salão de eventos.

Emílio Vilhalva Arguelho, 22 anos, teria convidado o principal alvo dos pistoleiros que disparam mais de 100 vezes contra as vítimas, entre elas três jovens sendo duas brasileiras estudantes de medicina.

Emílio não foi na festa e seria ligado a Mirna Keldryn Romero Lesme, de 21 anos, que foi presa na manhã de ontem em uma cela VIP da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero ao lado de Faustin Ramón Aguayo Cabañas, de 44 anos, que é apontado como um dos mandantes da chacina.

Buscas também foram feitas em uma casa alugada em nome de Arguello, de onde os investigadores disseram que foram colhidas evidencias que ligam o acusado ao crime e apreendidos celulares que serão periciados.

Emílio está sendo ouvido pelos membros da Força Tarefa e será acusado de ser um dos participantes da chacina. Várias pessoas já foram presas entre elas seis brasileiros encontrados em uma casa na região de Cerro Corá’i em Pedro Juan Caballero.

Veja também