refis

Maior apreensão de drogas do Brasil ainda queima em Dourados

A Polícia Militar Rodoviária Estadual deve encerrar na noite desta terça-feira (13), a queima da maior quantidade de maconha apreendida de uma única vez no Brasil. A apreensão aconteceu no sábado (10), depois que o condutor de uma carreta tentou burlar a fiscalização, mas foi preso pela PMR (Polícia Militar Rodoviária) que descobriu 36,5 toneladas de drogas, na MS-279, entre o distrito de Lagoa Bonita e Deodápolis.

Quando era trazida para Dourados a carreta lotada de maconha apresentou problemas mecânicos, o que acabou atrasando o início da incineração do entorpecente que está ocorrendo em uma indústria no Distrito Industrial.

Segundo a polícia, parte da droga foi destruída e a outra ainda será trazida para Dourados, já que o caminhão apresentou problemas mecânicos, não sendo possível fazer o transporte de todo o entorpecente.

Ao ser abordado no sábado o motorista morador em Nova Andradina que não teve o nome divulgado apresentou uma nota de transporte de soja. O carregamento deveria ser levado para São Paulo. A soja foi embarcada em Rio Brilhante e depois ele seguiu para Ponta Porã, onde quase todo o cereal foi descarregado as 36,5 tonelada de maconha foram escondidas.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais