Morador de Ponta Porã é assassinado em Belo Horizonte

Morador na fronteira é achado morto em Minas Gerais após pedir que mãe pagasse resgate

Fábio Ribeiro Acosta de 24 anos, morador no distrito de Sanga Puitã em Ponta Porã foi encontrado morto ontem (27) em um terreno baldio na rua São Silvestre, no bairro Paulo Sexto, na região Nordeste de Belo Horizonte. Fábio foi executado com três tiros na cabeça e teve partes do corpo queimadas. Ele teria sido atraído para o local por desconhecidos que teriam exigido da família dele que mora em Campo Grande, R$ 5 mil para que ele não fosse morto.

Na manhã de ontem a mãe de Fábio recebeu uma mensagem de seu filho pelo Instagram, relatando que era preciso ela lhe enviar o valor do resgate, pois ele estava com alguns homens dando a entender que havia sido sequestrado. Fabio ainda detalhou que precisaria pagar esse valor até as 15h de ontem (27) ou iriam enviar um vídeo dele sendo morto.

De acordo com a mãe, ela tentou de diversas maneiras entrar em contato o filho, mas o celular dele estava sempre desligado. Ainda conforme a mãe, Fábio morava em Sanga Puitã com os tios.

Em contato com o irmão, a mulher foi informada que o rapaz teria viajado para a cidade de Belo Horizonte, já o amigo disse que Fábio teria viajado para São Paulo, mas já estaria de volta em um ônibus e que o celular dele estaria quebrado.

Morto em Minas

O caso foi denunciado na DEPAC-Centro e registrado como extorsão mediante sequestro. Diante da comunicação, a delegada Gabriela Stainle Pacetta manteve contato com a Polícia Civil de Minas Gerais, através do DHPP de Belo Horizonte e apurou Fábio foi encontrado morto e que o corpo está no IML de Belo Horizonte.

Veja também