Mulher é presa em casa lotada de maconha na fronteira

Após denúncias de imóveis de que imóveis fronteira com o Brasil estavam sendo usados para armazenas entorpecentes, investigadores da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (SENAD), prenderam em Capitan Bado na manhã desta quinta-feira (17) a dona de uma casa onde estavam guardados 200 quilos de maconha.

Raquel Díaz Otazú que morava no local onde centenas de tabletes do entorpecente foram localizados foi presa em flagrante. No local também havia uma prensa, um macaco hidráulico, fitas adesivas e um celular.  

De acordo com o promotor de Justiça paraguaio Celso Morales, a droga estava sendo preparada para ser transportada para o Brasil e o caso segue em investigação.

Raquel foi indiciada por tráfico de drogas e o trabalho da SENAD na região de Capitan Bado continua.

Raquel foi presa em flagrante pela SENAD em Capitan Bado. (Foto: Divulgação)
Veja também