Na guerra às drogas, Ministro determina transferências maciças na polícia do Departamento de Amabay

O ministro do Interior, Arnaldo Giuzzio, anunciou nesta quinta-feira (14), que haverá transferências maciças na polícia do Departamento de Amambay após os últimos acontecimentos naquela região do Paraguai. Ele ressaltou que a situação está complicada devido ao combate às drogas e à disputa de território e destaca que a medida será aplicada também em Pedro Juan Caballero.

“A corrupção nessa área é grande, acontece que muitas vezes alguns agentes recebem dinheiro de grupos criminosos”, disse o ministro.

O Secretário de Estado afirmou que narcotraficantes muitas vezes continuam operando de forma desenfreada desde as prisões e que a luta na cidade de Pedro Juan Caballero é por território. Em sua opinião, os criminosos administram grandes somas de dinheiro para permear as instituições do Estado.

Giuzzio lembrou que na época vários “chefes” do narcotráfico foram presos e mortos, mas uma nova disputa começou e os atos de violência aumentaram. Ele ressaltou que os casos de Pedro Juan Caballero também podem ser devidos a um “efeito rebote” porque ele se espreme em um lugar e explode em outro.

“O crime organizado não vai desaparecer, mas pode se deslocar para outro lugar. Precisamos ter mais presença nessa área, isso não é fácil, senão nem o melhor ministro vai conseguir lutar contra eles. Há muito dinheiro em jogo, dinheiro do narcotráfico, o mercado aumentou e a produção aumentou, mas isso não é só no Paraguai, é no mundo”, acrescentou.

Veja também