Polícia identifica e busca por acusados de matarem homem filmado beijando criança

A polícia identificou os acusados de matarem Rosinaldo de Andrade Messias, de 41 anos, que foi filmado beijando a boca de uma criança de apenas seis [anos], em Itaquiraí (relembre aqui).

As autoridades agora se concentram em localizar os homens.

Eduardo Lucena, delegado responsável pelo caso, informou que uma pessoa teria feito o disparo de arma de fogo enquanto a segunda, seria o comparsa.

Rosinaldo foi morto com um tiro na nuca, em casa, após o vídeo ser publicado pela mãe da menina, no último domingo (21). No vídeo, a família faz um passeio de lancha no Rio Paraná.

A mulher, que namorava com Rosinaldo há três meses, disse para a polícia que estava bêbada quando postou as filmagens, mas que percebeu comportamento estranho por parte dele em relação às filhas.

Além da menina de seis, ela também tem outras filhas de um e 12 anos.

‘Se arrependeu’

Em áudios divulgados nas redes sociais, a mulher afirma que se arrependeu de publicar o vídeo.

“Se eu estivesse devendo alguma coisa, eu estava preso”, chegou a dizer Rosinaldo em um áudio para os colegas de trabalho que estariam divulgando as imagens. Ele teria dito que processaria as pessoas por difamação.

“Essa prova aí não significa nada”, disse. Rosinaldo ainda alegou que estava em casa com a esposa e que as crianças passariam por exame de DNA, após a denúncia ter chegado à polícia.

As crianças foram removidas do convívio familiar, pelo Conselho Tutelar, na terça-feira (23).

Além da mãe da criança, todos que estavam no barco serão ouvidos na delegacia por suposta omissão. Em depoimento especial, a menina que aparece sendo abusada não relatou nenhum outro abuso anterior por parte de Rosinaldo.

Veja também