Polícia prende filho suspeito de matar ciclista Marta Gouveia  

Foi preso na tarde de ontem (3), por policiais da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) e do SIG (Setor de Investigações Gerais) de Aquidauana, prenderam Matheus Gabriel Gonçalves dos Santos, de 18 anos, filho é suspeito de matar a ciclista Marta Gouveia dos Santos, de 37, em 23 de janeiro.

Segundo o site Jornal da Nova, apesar de negar os fatos, a Polícia Civil tem evidências e provas tecnológicas que levaram à prisão temporária do suspeito que foi cumprida ontem, no Quartel do Exército na cidade de Aquidauana, onde o suspeito se encontrava, ele não resistiu à prisão. Ele não era militar, estava apenas realizando testes em busca de uma vaga.

A DAM informou que as investigações do respectivo caso não foram finalizadas e continuam em andamento. Contudo, diante do caráter sigiloso, todas as demais informações e maiores detalhes serão repassados em coletiva de impressa a ser marcada.

O Jornal da Nova apurou que o suspeito no final da tarde de hoje passou por audiência de custódia perante a juíza Cristiane Aparecida Biberg de Oliveira, o Promotor de Justiça Fabricio Secafen Mingati e tendo como defesa o advogado Henaglyton Corneto. A juíza decretou prisão preventiva.

A defesa entrou com pedido de revogação da prisão, mas foi negado. A audiência aconteceu por videoconferência.

O Jornal da Nova também apurou com exclusividade que o jovem suspeito teria conversado por aplicativo de mensagens com um amigo e que o teor da conversa seria sobre o assassinato de sua mãe, com requintes de detalhes, isso já está nos autos como prova.
No dia do crime, horas depois, ele vai nas redes sociais e desabafa sobre o crime.

“Luto pela minha mãe… Morreu hoje com 37 anos deixando eu e mais dois filhos o menor que vai fazer 2 anos e o outro de 11 anos, morrer assassinada e ainda nua com vários hematomas e agressões pelo corpo todo com toda roupa rasgada… O que esse ordinário fez com minha mãe senhor… porque”… #luto

O crime

Marta Gouveia dos Santos, de 37 anos, estava desaparecida desde às 6h30 de domingo (23), quando saiu para pedalar e não voltou para casa. Familiares e amigos chegaram a compartilhar a foto da mulher nas redes socais e foram em busca de Marta nos locais onde ela sempre pedalava.

O corpo foi encontrado por um casal de amigos, por volta das 16h20, à margem da segunda alça do anel viário que liga a rodovia MS-276 com a MS-134, saída para Batayporã, em Nova Andradina.

Após necrópsia, Marta levou 30 golpes de objeto perfurante, sendo 24 no pescoço e seis na região da cabeça. Há indícios de ser crime sexual, uma vez que somente o laudo pericial poderá constatar.

Veja também