Parte do material furtado pelo trio foi apreendido hoje.(Foto: Divulgação)

Investigadores da Polícia Civil de Antônio João prenderam na manhã desta quarta-feira (2) três pessoas moradoras na Aldeia Indígena Marangatu acusados de praticar diversos furtos na região. Os três homens vinham sendo investigados até por roubo de gado e animais domésticos e um deles foi encontrado com certa quantidade de maconha.

De acordo com as investigações, Celso Sarate de 19 anos, Nivaldo Ramos Ribeiro também de 19 e Roberto Souza Morel Ramos de 27 anos estava invadindo propriedades rurais próximas a aldeia e levando animais e petrechos rurais. Com eles foram encontrados parte do material furtado e um tabletes de maconha que pesou 915 gramas da droga. Os policiais vão agora identificar as vítimas para que os produtos sejam devolvidos.

Em relação a maconha provavelmente o objetivo dos três acusados era de comercializar o entorpecente em pequenas quantidades. Por isso também foram indiciados, além dos crimes de furto e formação de quadrilha, por tráfico de drogas.

Segundo Patrick Linares da Costa, delegado titular de Antônio João e responsável pela operação deflagrada hoje, as prisões e apreensões devem possibilitar o esclarecimento de diversos crimes que, em razão do modo típico de agir dos suspeitos, podem ter sido praticados em sequência pelo mesmo grupo.