Polícia se retrata após anunciar que jovem morreu em atentado na fronteira

A polícia se retratou e afirmou ter errado ao divulgar a quinta vítima fatal da chacina na fronteira, ocorrido no sábado (9), em Pedro Juan Caballero. Trata-se da brasileira Rhafaelli Alves do Nascimento, de 20 anos.

O óbito foi anunciado mais cedo pelo chefe de investigação de homicídios, Crio Hugo Grance.

A nova informação é que a jovem está bem, passou por cirurgia, e segue internada em Hospital Regional de Ponta Porã, segundo o Campo Grande News.

Ela é natural de Rondônia, e estudante de Medicina em Pedro Juan, assim como outras três vítimas do atentado, entre elas, uma douradense.

No local da chacina morreram Kaline Reinoso de Oliveira, 22 anos (douradense), Haylee Carolina Acevedo Yunis, de 21, filha do governador de Amambay, Ronald Acevedo, a mato-grossense Rhamye Jamilly Borges de Oliveira, de 18, e Osmar Vicente Álvarez Grance, o ‘Bebeto’, de 32, que seria o alvo dos pistoleiros.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais