Sixto era procurado no Paraguai, no Brasil e na Argentina.(Foto Ilustração)

Um argentino, identificado como Sixto Rufino Ortiz, 75, foi preso pela Polícia Civil de Dourados no sábado (19) acusado de crime sexual contra menor. Contra ele já havia expedido um mandado de prisão pela Interpol (Organização Internacional de Polícia Criminal), por crimes sexuais, no Paraguai, Brasil e na Argentina.

Segundo informações policiais, ao chegar em Dourados o homem iniciou uma amizade com uma família indígena. Com isso, com a confiança da família ele pegava duas crianças, uma menina de sete anos e um menino de 10 com o pretexto de levá-los a uma Lan House, localizada no Jardim São Pedro.

As informações apontam que o fato ocorreu por 12 vezes, até que na quinta-feira (17), o proprietário do local, já desconfiado, decidiu procurar a Polícia Civil, através da DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher), para denunciar, uma vez que estava achando estranho o comportamento do autor.

A polícia, juntamente com o Conselho Tutelar, teve acesso às imagens do estabelecimento e, ao identificar as duas crianças, representou pela prisão preventiva do homem.

Ao voltar no local no sábado, com as crianças, o homem foi preso pela Polícia Civil. No momento, a DAM aguarda os laudos para constatar se houve estupro consumado ou não. Ele está na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário).