Agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai estão realizando na manhã desta quinta-feira (22), uma série de incursões em áreas de cultivo de maconha nos departamentos de Amambay, Alto Paraná e Canindeyú que fazem fronteira com o Mato Grosso do Sul. O objetivo é atacar as estruturas dos traficantes que usam áreas de floresta para a plantação do entorpecente.

Na Colônia Santa Ana, departamento de Amambay, onde foram descobertos vários plantios de maconha. Já na Reserva Natural Florestal de Mbaracayú, no Departamento de Canindeyú, as plantações foram descobertas em uma área de preservação permanente que foi devastada para o plantio da droga. Além disso, foram detectadas áreas de plantio dentro da Reserva Natural do Morombi, especificamente na área de Itakyry, Alto Paraná, próximo à divisa com Caaguazú.

Somente no primeiro dia de trabalho foram destruídos 23 hectares de maconha que poderia produzir cerca de 70 toneladas de droga. Também foram apreendidos 3.580 quilos de maconha que já tinham sido colhidas e estavam prontas para a venda. Os agentes calculam em um prejuízo de cerca de 2 milhões de dólares para o crime organizado. As operações não tem data para terminar e movimentam centenas de policiais.