Vereadores se manifestam contra a Energisa e homenageiam vereador assassinado

Durante a sessão ordinária da Câmara Municipal de Ponta Porã na manhã desta quarta-feira (19), os vereadores se manifestaram contra a Energisa e a falta de energia no assentamento Nova Itamarati e Cabeceira do Apa. O fornecimento foi interrompido devido aos estragos da chuva na semana passada.

Os parlamentares também ressaltaram que o Procon já foi acionado.

Mais cedo, ao Ponta Porã News, a concessionária emitiu uma nota afirmando que trabalha para o reestabelecimento da energia e que a falta da mesma na cidade, é pontual. (Confira aqui).

Vereador é lembrado

A sessão de hoje foi a primeira desde o assassinato do vereador Farid Afiff, que ocorreu no dia 8 de outubro.

Os vereadores lamentaram a morte do colega e destacaram os trabalhos realizados por ele.

“Era um colega que se relacionava bem com todos os demais. Sempre de maneira cordial, bem-humorada e, acima de tudo, respeitosa”, declarou o presidente da Casa de Leis, Rafael Modesto.

A vereadora Lourdes Monteiro propôs uma moção de pesar aos familiares de Farid. A proposta foi aprovada por unanimidade e será assinada por todos os 16 vereadores.

Kleber Ortiz apontou que a sessão desta terça-feira estava desfalcada. Ele lamentou a perda precoce do colega e disse que Farid era um exemplo de pai, filho, irmão, marido e amigo.

Kamila Alvarenga também se emocionou na Tribuna ao relatar a tristeza enorme que sente com a perda do colega e amigo. Segundo ela, Farid era um colega respeitoso e sempre solícito procurando atender a todos.

Vanderlei Avelino declarou que “estamos vivendo um momento de profunda tristeza” e que a morte da Farid Afif representa uma perda enorme para a Câmara Municipal de Ponta Porã e para toda a sociedade pontaporanense.

Biro Biro também ressaltou a dimensão da perda, considerando-a irreparável diante da grandeza da atuação do seu colega. Segundo ele, Farid retornou à Casa Celestial e está nos braços de Deus.

O vereador Candinho Gabínio manifestou pêsames aos familiares e disse que a fronteira precisa receber um tratamento diferenciado na área de segurança pública.

Edinho Quintana também lamentou a perda do amigo e disse que está consternado pela situação. “Hoje é um dia muito triste, quando reiniciamos os trabalhos sem a presença do nosso colega”.

Jelson Bernabé relatou que é doloroso estar na sessão ordinária sem contar com a presença do colega que era atuante e, nos dois mandatos exercidos, sempre foi bem votado pela população.

A vereadora Neli Abdulahad disse que a morte de Farid Afif fez com que a Câmara perdesse a alegria do convívio com ele e que as autoridades policiais, em suas investigações, precisam dar uma resposta à sociedade para que o crime não fique impune.

Marquinhos lembrou também que toda a fronteira está de luto por conta das diversas mortes violentas ocorridas recentemente. Ele disse que o crime organizado está tirando a paz da população que não tem o direito nem mesmo voltar a se divertir após a pandemia. Ele defendeu mais investimentos na segurança.

O vereador pastor Mauro Ortiz também ocupou a Tribuna para lamentar a perda do colega, mas também deixar uma palavra de conforto aos familiares e amigos. Os vereadores Angela Derzi, Edevaldo Mattoso Barbosa, José Menino Jr. e Waldecir Fernandes manifestaram pesar pela perda do colega e lembraram dos momentos de convivência com a Farid Afif no Parlamento Municipal.

A vaga deixada por Farid será ocupada pelo suplente, Agnaldo Miudinho, na próxima semana.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais