Funcionários do Hospital da Vida, em Dourados, realizaram na noite desta segunda-feira (7), um protesto contra o atraso de salário por meio da Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados).

Não é hoje que esses trabalhadores enfrentam problemas relacionados à Fundação. Além disso, o Hospital da Vida atualmente atende, aproximadamente, 38 municípios que compõem a ‘Grande Dourados’, incluindo Ponta Porã, toda a região de fronteira e, em alguns casos, pacientes paraguaios.

Em entrevista à reportagem, uma funcionária disse que, “desde que foi fundada a Funsaud, nós estamos sofrendo porque eles não valorizam a gente, nunca tivemos aumento salarial. Veio a pandemia, vários colegas foram afastados e tiveram descontos absurdos. Nós não temos valor? Cadê o nosso salário?”, indagou.

Ainda segundo a trabalhadora, a previsão de pagamento segundo a Funsaud é que a prefeita Délia Razuk não repassou o dinheiro, o mesmo seria feito amanhã (8), mas não será possível, então poderá acontecer na quarta-feira (9).

Outro ponto questionado pelos trabalhadores é o fato do salário sempre ser pago atrasado, e também a falta de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual), fundamental neste tempo de pandemia do Novo Coronavírus.

“Quatro anos de Funsaud, quatro anos sem aumento, tem colegas com férias vencidas e eles não pagam. Nós aqui para a Funsaud não somos nada”, lamenta.

Além de salário atrasado, benefícios foram cortados e segundo os funcionários, sem aviso. Outra reclamação é que a Funsaud “não comunica de forma presencial, mas sim por avisos em murais”.

O outro lado

Em nota, a Funsaud alega que a Secretaria Municipal de Saúde não fez o repasse e que, por isso, o pagamento não será feito hoje – quinto dia útil.

“A Fundação tem buscado cumprir com as suas responsabilidades trabalhistas, por isso vimos informar-lhes que estava previsto para hoje o pagamento do salário, entretanto por ser ponto facultativo na Secretaria Municipal de Saúde, e pelo fato da Secretaria não ter repassado antes os valores, não será possível o pagamento nesta data. Esclarecemos que as solicitações de verba para a quitação do compromisso vêm sendo realizadas desde o dia 03/12/2020. Em contato com o responsável pelo departamento financeiro da SEMS na data do dia de hoje, 07/12/2020, o mesmo informou que somente na quarta-feira (09/12/2020), será efetuado o repasse.

A nota é finalizada com um pedido de desculpas “pelos transtornos advindos deste, esclarecendo que o atraso ocorreu por fatores alheios a sua vontade”.