Atuando como corretora de imóveis a partir de um estágio, uma mulher está denunciada na polícia acusada de crime de estelionato ao supostamente se passar por funcionária de imobiliária vendendo terrenos sem conhecimento dos proprietários ou que não existem, em Campo Grande.

O golpe foi descoberto quando o proprietário de uma imobiliária, acionou judicialmente a proprietária da empresa que a mulher dizia ser corretora de imóveis.

Na polícia, a empresária esclareceu que a mulher identificada como Ana Cláudia, na prática, atuou como estagiária em sua empresa até o mês de julho. Até o momento consta a existência de quatro vítimas, pessoas que “compraram” terreno, pagaram uma suposta entrada, porém não tiveram recibo ou qualquer outro documento.

A proprietária da imobiliária onde Ana estagiou, ao se inteirar do golpe manteve contato com ela avisando que acionava a polícia. Pouco tempo depois, um homem se dizendo advogado, ligou para a empresária dizendo que não procurasse a polícia, pois não daria em nada e ainda geraria custos. Segundo a vítima, ele ainda a tratou com deboche.