Jonathan Morales Reginaldo, o indígena que teve a cabeça esmagada entre a BR-163 e a MS-156, em Dourados, foi atropelado por um carro e depois uma carreta, segundo o tio dele relatou à reportagem.

Ele também contou que Jonathan passou o dia bebendo e depois foi para a pista, onde ficou “perambulando”.

Conforme relato dele, ele teria visto quando o sobrinho foi atropelado.

No local, há indícios de que o homem teria sido atropelado mais de uma vez e também marcas de freios.

O motorista e o carro ainda não foram localizados.