Alms

Tribunal de Justiça inaugura hoje a 12ª escola reformada por presos

Será inaugurada nesta terça-feira (25), a reforma da Escola Estadual Zélia Quevedo Chaves, localizada no bairro Iracy Coelho, em Campo Grande. Esta é a 12ª escola reformada pelo projeto “Revitalizando a Educação com Liberdade”. A solenidade está marcada para ter início às 8h30, com a presença do presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Desembargador Carlos Eduardo Contar, e do Governador do Estado, Reinaldo Azambuja.

O “Revitalizando a Educação com Liberdade” é um projeto do TJ/MS, idealizado pelo juiz Albino Coimbra Neto, da 2ª Vara de Execução Penal de Campo Grande, e conta com diversas parcerias públicas e privadas com o objetivo de promover a reforma das escolas públicas da Capital utilizando a mão de obra carcerária e também o valor arrecadado com o desconto de 10% do salário de cada preso que trabalha via convênio em Campo Grande. Ou seja, o projeto destina não apenas o trabalho do preso, mas também o dinheiro deste para a revitalização de instituições públicas, as quais sofrem com a falta de infraestrutura adequada.

Nesta 12ª revitalização, houve a reestruturação da parte hidráulica, elétrica (instalação de lâmpadas de led e holofotes de led na quadra de esportes), calçamento, revestimento com cerâmica, colocação de pias, forro de PVC, serviços de serralheria, pintura total, jardinagem, poda de árvores, troca de vidros quebrados, readequação das salas do bloco administrativo, instalação de coberturas metálicas, manutenção de portas, grades, alambrados e janelas.

Foi feita também a construção de cobertura metálica e rampa de acesso para cadeirantes na entrada da escola. Outras diversas melhorias foram implantadas, como a instalação de um bebedouro novo, a construção de um depósito para materiais e assentos de concreto em vários pontos do pátio da instituição.

Vale ressaltar que os parceiros do Projeto foram fundamentais nesta obra, entre eles o Senai, o Sesc e o Senac, sendo que por meio do Senai foram ofertados vários cursos aos detentos e o Senac doou 10 aparelhos de ar condicionado à escola, cuja instalação contemplou praticamente todas as salas de aula. Existe ainda a possibilidade de a Escola Zélia Quevedo Chaves ser a primeira do programa a receber uma biblioteca oferecida pelo Senai.

Assim, com um novo visual, a escola fundada na década de 80 ganhou muitos elogios de pais, alunos, professores, funcionários e principalmente de moradores que admiraram no dia a dia os trabalhos dos detentos ao longo desses meses de reforma. “Moro aqui há 15 anos e ver uma escola assim bem reformada é de encher os olhos de lágrimas. Espero que os alunos mantenham ela assim”, ressaltou o morador Leôncio Espindola de Oliveira.

O diretor da instituição, Álvaro de Lima Silva, também contempla a obra. “É uma emoção muito grande ver a escola totalmente nova, num ambiente favorável à educação. A escola estava muito deteriorada, os banheiros eram muito ruins. Hoje, os alunos estão ansiosos pelo retorno presencial das aulas para poderem desfrutar de todos esses novos espaços”.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais