Fiscais da Vigilância Sanitária do município de Ponta Porã visitaram a área Covid-19 do Hospital Regional Dr. José de Simone Netto na última terça-feira (5). A auditoria do estado acompanhou a visita que teve intuito de verificar a estrutura, fluxo de funcionamento e tranquilizar a população sobre os leitos e atendimento. A unidade é gerenciada pelo Instituto Acqua em parceria com a Secretaria de Estado da Saúde (SES) do Mato Grosso do Sul.

“A estrutura ficou ótima e a repartição adequada em todas as alas. Acredito que estamos bem preparados para receber todos os pacientes que estão chegando com problemas respiratórios sendo de Covid-19 ou não. Durante a visita checamos o que já foi feito no hospital de campanha e aproveitamos para analisar e fazer o conhecimento do espaço”, afirmou a fiscal farmacêutica da Vigilância Sanitária do município de Ponta Porã, Katilce Caimar Tirloni.

Além da reorganização da unidade e modificações na estrutura, foi instalado o Hospital de Campanha que tem mil metros quadrados, ambiente climatizado e será utilizado para 54 leitos de internação e salas de observação. Dentro dessa área, equipe específica com roupas e materiais de proteção individual farão atendimento exclusivo a pacientes com suspeitas de Covid-19. Os casos mais graves da doença serão encaminhados para a Unidade de Terapia Intensiva respiratória, localizada no próprio Hospital Regional de Ponta Porã.

O diretor-geral da unidade, Demetrius do Lago Pareja, ressaltou as principais mudanças que ocorreram para receber os pacientes com segurança. “Realizamos a aquisição de todo material necessário de EPIs, tais como: máscaras, luvas, aventais, proteção para cabeça e pés. Desde 4 de março, o hospital também reorganizou o fluxo de atendimento e estrutura em área Covid-19 para pacientes com sintomas respiratórios e suspeitas da doença, e outro acesso para urgências e emergências. Nosso intuito é promover a segurança dos pacientes, profissionais de saúde e evitar a disseminação do vírus”, ressaltou.

Referência para Covid-19 – O hospital atende população de mais de 200 mil habitantes dos oito municípios da região sul do estado, conta com 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e é referência na microrregião para o tratamento dos casos de Covid-19. A unidade adequou setor próprio para pacientes com sintomas respiratórios. Dentro dessa área há equipe específica com roupas e materiais de proteção individual, sala de estabilização respiratória com monitores, respiradores e uma Unidade de Terapia Intensiva.