Logística ágil e eficiente: Vacinas chegam em tempo recorde aos 79 municípios

Com logística ágil e eficiente do Governo do Estado, as vacinas contra covid-19 chegam em tempo recorde às 79 cidades de Mato Grosso do Sul. Este sistema célere de destaque nacional permite que as prefeituras possam dar continuidade a imunização de diferentes públicos, tendo agora ainda a inclusão das crianças de 5 a 11 anos.

As doses enviadas pelo Ministério da Saúde chegam ao Aeroporto Internacional de Campo Grande e são transportadas até a Ceve (Coordenação Estadual de Vigilância Epidemiológica). No local as prefeituras já estão com seus veículos para fazem o carregamento das doses e seguir para suas cidades.

Nos primeiros meses a logística tinha duração prevista de 12 horas, em função do transporte ser feito pelas forças de segurança do Estado. Depois as prefeituras se organizaram para buscar as doses em Campo Grande. Com isto os imunizantes chegam em até seis horas nas 79 cidades, que é o tempo máximo para levar as vacinas da Capital até as cidades do extremo Sul e Norte do Estado.

Na terça-feira (18), por exemplo, vieram mais 18.300 doses para a imunização das crianças e 140.200 (doses) da Pfizer ao público adulto. Elas chegaram às 10h30 na Coordenação Estadual de Vigilância, onde as prefeituras já aguardavam com seus veículos para levar os imunizantes aos municípios. Para Capital as doses inclusive foram enviadas para os locais de vacinação no final da manhã.

“Distribuímos aos municípios em tempo recorde. Importante continuar seguindo no processo de imunização em Mato Grosso do Sul. Agora o nosso foco também é a imunização das crianças”, reforçou o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende.

Ampliação de testes e leitos

Junto com a imunização, o Governo do Estado também promoveu a ampliação dos testes para covid nos principais polos regionais do Estado. Para isto foram reabertos os drives-thrus de Campo Grande, Dourados e Três Lagoas, além de reforçar o de Corumbá. Também foram feitas novas entregas de testes aos municípios.

Somente para Capital foram repassados, na semana passada, mais cinco mil testes rápidos. Desde o início da pandemia, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) já encaminhou a Campo Grande 42.200 mil testes rápidos, sendo 37.200 mil em 2020.

Também houve ampliação de leitos nas unidades de saúde, sendo 10 leitos de UTI Covid e mais cinco clínicos apenas no Hospital Evangélico de Dourados. A previsão é que até o final de janeiro mais 30 leitos de UTI e 40 leitos clínicos sejam reativados em Ponta Porã, Amambai e Campo Grande.

Veja também