Saúde pede R$ 10 mi a ministro para criação de Centros de Reabilitação Pós-Covid

Com excelentes resultados no enfrentamento à Covid-19 em Mato Grosso do Sul, o Secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, solicita ao Ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, o apoio financeiro de R$ 10 milhões para a criação dos Centros de Reabilitação Pós-Covid nas macrorregiões de Três Lagoas, Dourados, Corumbá e Campo Grande.

Segundo o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, o objetivo é instalar as unidades nos quatro municípios sede das macrorregiões de saúde. “Queremos destinar R$ 2 milhões para Corumbá para atender a região do Pantanal; R$ 2,5 milhões para Três Lagoas; R$ 2,5 milhões para Dourados e R$ 3 milhões para Campo Grande. Queremos estas unidades com todos os equipamentos necessários para fazer a reabilitação nestes pacientes com sequelas da Covid-19”.

Resende ainda lembra que muitos sul-mato-grossenses venceram a covid, mais ficaram com sequelas. “Evidências científicas apontam que 80% dos recuperados sentem ao menos um sintoma até quatro meses depois do fim da infecção. Sendo assim, nós queremos ampliar o tratamento levando este serviço para todas as regiões do Mato Grosso do Sul”.

Desta maneira, o projeto visa estruturar as unidades assistenciais que promovam em cada região de saúde serviços e procedimentos multiprofissionais que possam auxiliar no tratamento, recuperação e reabilitação do paciente que teve a experiência da doença, mas que requer cuidados continuados.

Excelentes resultados no enfrentamento à Covid-19

Mato Grosso do Sul ultrapassou a marca de dois milhões de dose aplicadas da vacina contra COVID-19. Desde o começo da imunização no Brasil, o Estado sempre manteve desempenho excelente na vacinação contra a Covid-19, estando nas primeiras colocações no índice de imunização e liderando por semanas o ranking nacional.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais