Fundtur MS e Sebrae realizam o Seminário de Turismo Responsável em Corumbá

Para debater sobre o turismo responsável nos sul-mato-grossenses destinos em que a pesca esportiva é a principal atividade, a Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul e o Sebrae MS realizam o Seminário de Turismo Responsável. O evento será realizado na próxima terça-feira (28) e é voltado para os empresários de turismo de Corumbá, Ladário e região.

De acordo com o diretor-presidente da FundturMS, Bruno Wendling, o seminário é uma das ações dentro do projeto de turismo de base comunitária, vinculado ao programa Trilhar MS. “Vai ser um momento importante com os empresários de Corumbá, quando teremos a oportunidade de falar um pouco sobre o que é o turismo responsável, como a atividade deles impacta e é impactada, que tipo de ação tem que ser tomada para influenciar e contribuir ainda mais com o desenvolvimento local”.

Wendling fala ainda sobre a preocupação com as comunidades ribeirinhas e como a pesca esportiva e o ecoturismo impactam na vida delas. “Vamos abordar de que forma os empresários do setor podem orientá-los e dar suporte em vários sentidos. Convidamos alguns profissionais da área para conversar com nossos empresários, vamos lançar alguns desafios e fazer uma análise da realidade. Estou com boas expectativas que isso auxilie Corumbá a desenvolver um turismo ainda mais inclusivo e responsável”, destaca.

O seminário apresentará iniciativas inovadoras, inspiradoras e proposições de caminhos para ações de turismo responsável na região pantaneira. O evento terá como palestrantes o diretor-presidente da FundturMS, Bruno Wendling, do presidente do Instituto Vivejar, Gustavo Pinto, da fundadora da Operadora Vivejar e Consultora especialista em Turismo Responsável, Marianne Costa, e da consultora especialista em Turismo de Pesca, Kelven Lopes.

Para Isabella Carvalho Fernandes, coordenadora de Turismo do Sebrae/MS, o Turismo Responsável “é uma preocupação para todo o trade turístico, não só pelas questões sociais e ambientais, mas também pela demanda de mercado”. “Uma experiência turística completa foca no atendimento das necessidades da comunidade anfitriã e o turista já é conscientizado sobre essa necessidade. Sendo assim, pensar em turismo responsável é pensar em competitividade e em negócios. Nossos empresários já têm iniciativas alinhadas a esse propósito, mas sempre é possível aprimorar a entrega. O mercado está em constante evolução e, portanto, a oferta também deve estar”, ressaltou.

O Seminário é uma das atividades previstas no Projeto Pontes para o Turismo de Base Comunitária no Mato Grosso do Sul. Uma ação do Programa Trilhar MS, o projeto é fruto da parceria entre a FundturMS e Sebrae/MS, que tem como objetivo a inovação e diversificação da oferta turística.

A coordenadora e consultora do projeto, Marianne Costa, destaca que “o Paraguai Mirim é uma verdadeira joia escondida no meio do Pantanal, que hoje só vivencia o turismo de pesca. Nosso projeto pretende desenvolver e criar novas oportunidades de operação e promoção turística da região, através do turismo de base comunitária, mas não há como fazer isso sem a parceria dos empresários que ali já atuam. Por isso é tão importante pensarmos junto com o trade turístico de Corumbá, Ladário e entorno, como o turismo de pesca e outros segmentos podem, mais do que qualquer coisa, contribuir para o desenvolvimento daquela região”.

Salve na agenda

Data: 28 de junho de 2022

Horário: 14h às 17h

Local: Associação Comercial de Corumbá

Público Alvo: Empresários de turismo de Corumbá, Ladário e região

Confirme sua presença através do link: https://forms.gle/L7ieBSXHyfMFpswN8

Veja também