Servidores da Agepen são capacitados pelo Exército Brasileiro

Para aperfeiçoar os serviços prestados, servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário de Mato Grosso do Sul (Agepen/MS) receberam instruções técnicas da 9ª Companhia de Guardas do Exército Brasileiro.

O curso foi realizado nos dias 28 e 29 de abril, na capital, atendendo ao pedido de Cooperação de Instrução feito pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), Agepen e o Batalhão de Choque da Polícia Militar de MS.

Dentre os temas abordados estão procedimentos de controle, manutenção e armazenamento de armas, munições e explosivos, realizados pela Força Terrestre.

As cooperações de instrução entre o Exército Brasileiro e os Órgãos de Segurança Pública têm por objetivo realizar a troca de conhecimentos e estreitar os laços de interoperabilidade, visando um eventual emprego conjunto.

Ao todo, quatro servidores penitenciários participaram da formação, que teve dois dias intensos de treinamento, totalizando 16 horas/aula. Para os agentes, dois aspectos foram marcantes: a excelência na instrução e a parceria dos profissionais de outras instituições de segurança pública.

Dentre os participantes, o agente Marcelo destaca que esse formato de ensinamento contempla uma necessidade atual da Agepen, tendo em vista o crescimento bélico da instituição; primeiramente, é preciso dar condições aos armamentos para o uso em caso de combate e a conservação do patrimônio público, além da manutenção correta e periódica dos armamentos aumentar significativamente a vida útil do mesmo.

“O curso ampliou nossa capacidade técnica no mister sobre armamentos, munições e explosivos. E como o Exército Brasileiro é uma instituição com muita expertise no assunto, essa parceria alavanca nossa habilidade nos procedimentos de manutenção dos equipamentos, além de fortalecer os laços de integração entre as instituições”, ressalta o servidor.

Durante as atividades, todos os protocolos de biossegurança foram observados, previstos no combate e prevenção à Covid-19.

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, a integração entre os órgãos públicos contribui no aprimoramento dos serviços prestados e fortalece as ações de segurança. “Atuamos sempre em busca de novas capacitações que qualificam nossos servidores de carreira e proporcionam a evolução do sistema penitenciário”, agradeceu o dirigente.

Pax Primavera
Veja também

Ao continuar navegando nesse site, você concorda com o uso de cookies. Estou ciente Saiba mais