Um helicóptero com registro brasileiro PR-UAU, pousou esta manhã na região de Itá Corá, 40 quilômetros ao sul da cidade de Pilar, no departamento de Ñeembucú, especificamente no assentamento conhecido como Três Coronas.

Segundo o site Amambay Agora, a aeronave não tinha plano de vôo da Direção Nacional de Aeroportos Civis (Dinac).

A origem da aeronave é desconhecida, bem como tudo relacionado ao (s) membro (s) da tripulação. A Dinac confirmou o fato e está conduzindo as investigações pertinentes ao caso. Presumem que o helicóptero seria encontrado ilegalmente no país, mas essa informação ainda não pôde ser confirmada com exatidão.

Oficiais do Aeródromo do Pilar, em contato com o PilarCity-Noticias, portal digital da capital departamental, explicaram que quando vão fazer voos O plano de vôo deve ser solicitado em outros pontos do departamento, podendo não ser o caso para helicópteros com matrícula brasileira.

Nos primeiros dias de outubro passado, um helicóptero com plotagem do Ministério da Segurança da Província de Buenos Aires foi encontrado em um hangar do aeródromo de Arrayan, localizado entre as cidades de Areguá e Luque, em uma área bastante despovoada.

O helicóptero com a matrícula LV-GWK foi encontrado junto com outras aeronaves com matrícula paraguaia. Também foram encontrados vários indícios de caráter bancário, entre cheques e instrumentos públicos.

No entanto, houve um elemento que chamou a atenção dos intervenientes, uma agenda amarela que parecia insignificante à primeira vista, mas com um conteúdo que chamou a atenção das autoridades intervenientes.