Diretor da mega loja, relatou os problemas vividos na pandemia e prometeu segurança sanitária para os clientes.(Foto: Divulgação) 

O Shopping China em Pedro Juan Caballero, fechado desde o dia 16 de março deste ano por conta da pandemia de coronavírus, agora se prepara para a retomada das atividades no próximo dia 5 de outubro.O diretor, Felipe Cogorno Álvarez, contou que a empresa está adotando todas as medidas de segurança e seguindo o protocolo do Ministério da saúde do Paraguai.

“Estamos com equipamentos de última geração e sinalização, para que os clientes possam ficar longe um dos outros, a nossa loja é muito ampla”, explicou o empresário.

Segundo Cogorno, pelo tamanho da loja não há um limite estipulado de pessoas por enquanto neste primeiro momento de abertura. “A loja e o estacionamento são amplos, as pessoas vão lavar as mãos antes de entrar, com sabonete e álcool em gel”, salientou ele.

Felipe conta ainda que o Shopping China ficou cinco meses de portas fechadas, gerando um prejuízo que ultrapassa milhões de dólares, com data de validade curta, o setor de comestíveis, vitaminas, suplementos e chocolates precisaram ser doados. “Agora é um momento de retomada ao comércio com mais entusiasmo e produtos novos que foram importados durante a pandemia”, disse.

Mesmo com a afirmação do empresário de vai reabrir a maior loja de impostados da fronteira, os governos do Brasil e do Paraguai ainda não definiram como será o acesso de turistas aos postos de compras. Os tratados internacionais de vigilância sanitária colocados em prática devido a pandemia continuam valendo. Havia a expectativa de o problema seria resolvido no meio de semana, mas autoridades paraguaias disseram que o acesso de estrangeiros não residentes nas cidades que fazem fronteira com o Brasil, continua proibido.